loading...

A-verdade-oculta-por-tras-do-filme-Oblivion-mensagens-ocultas-filme-6

Você é bom para perceber a verdade por trás daquilo que lhe apresentam? Conheça a verdade oculta por trás do filme Oblivion.

Talvez você já tenha assistido o filme Oblivion. Se ainda não assistiu, recomendo assistir antes de continuar a ler o post. Ele é um filme até bom para a sua temática e apresenta um futuro que talvez exista alguma possibilidade de acontecer. Mas não é sobre isso que vamos falar. Falaremos  sobre a mensagem que pode ser retirada dele para a nossa realidade.

A mensagem oculta do filme Oblivion.
Nós somos Jack Harper (Tom Cruise).

A-verdade-oculta-por-tras-do-filme-Oblivion-mensagens-ocultas-filme-2

Nós trabalhamos com a falsa promessa de uma recompensa que nunca virá: Não há ninguém em Titã. Titã não existe.

A-verdade-oculta-por-tras-do-filme-Oblivion-mensagens-ocultas-filme-3

No fundo, sabemos que há algo mais. Temos memórias, mas nós não entendemos.

Eles querem que nos concentremos na recompensa (falsa, uma distração).

A-verdade-oculta-por-tras-do-filme-Oblivion-mensagens-ocultas-filme-4

A Victoria nos mantém focados. Nos “cuida”. Ela simboliza o prazer. Ou a mídia. Ou as pessoas ao nosso redor. Ela nos diz o que fazer. Em que nos concentrar. Ela nos mantém focados em continuar a trabalhar pela recompensa. Ela não sabe o que é, trabalha de forma cega e é um servo fiel de um poder superior.

Nós trabalhamos enganados para proteger os interesses de outros seres. Seres que agem como parasitas.

Somos completamente dispensáveis para eles. Haverá sempre mais como nós. Uma vez que deixamos de ser úteis, nós somos eliminados e substituídos por novos Jacks Harper e novas Victorias.

O ser superior é a pirâmide invertida, o olho que tudo vê: TET. Em uma das últimas cenas do filme, quando a verdadeira identidade da TET (Sallie) é revelada, ela diz a Jack: “Eu sou o teu Deus”.

A-verdade-oculta-por-tras-do-filme-Oblivion-mensagens-ocultas-filme-5

Mas como situar isso em nossas vidas?

Vivemos enganados. Trabalhamos todos os dias para aumentar a riqueza das elites que há gerações possuem empresas e corporações. Trabalhamos para aumentar a riqueza de políticos, empresários, banqueiros, da elite.

E o fazemos por um pouco de dinheiro a cada mês, que acabamos por devolver à elite em impostos e consumismo.

E continuamos a trabalhar com uma recompensa em mente: ter nossa própria empresa, acumular riqueza suficiente, as férias a cada ano… Uma recompensa vaga, falsa, que raramente ocorre.

Você acha que há pessoas que, a partir do nada terminam fazer parte da elite. Sim, claro que há, mas muito poucas pessoas e que estão lá para reforçar a crença de que a recompensa é real e possível. A loteria faz isso o tempo todo. Os casinos em Las Vegas, também. Normal e comum é que ninguém ganhe. Mas muito raramente, alguém ganha um prêmio maior. Essa pessoa fica na primeira página dos jornais, é anunciado em todos os lugares. “Alguém ganhou na loteria! Você será o próximo!” Mas é algo que acontece de vez em quando, uma história para reforçar a ideia de que haverá uma recompensa. A grande maioria nunca ganha. Na verdade, a maioria perde e paga. Quem ganha sempre? A casa. A Banca nunca perde.

O mesmo vale para o que acontece longe das apostas. A maioria das novas empresas fecham dentro de cinco anos. Muitas não passam do segundo ano. A maioria dos trabalhadores passará trabalhando suas vidas inteiras e não acumularão qualquer riqueza. A maioria dos trabalhadores não são promovidos em seus trabalhos. A maioria das pessoas acabam a sua vida profissional com uma aposentadoria que só servem mesmo para viver. Espremidos até a morte para aumentar a riqueza de patrões. Depois são aposentados e postos de lado. Se fosse legal, talvez os matassem para que não consumissem recursos. Sempre se criam novos seres humanos para serem espremidos.

Apesar disso, continuamos a trabalhar com alguma recompensa em mente. Há sempre um sonho para nos fazer continuar como o passar dos anos.

A-verdade-oculta-por-tras-do-filme-Oblivion-mensagens-ocultas-filme-

Muitos sabem que há algo mais. Esta não é a vida como pensaram que seria.

Mas eles se encarregam de nos manter concentrados. Ao mesmo tempo, eles são responsáveis ​​por nos distrair destas “memórias” estranhas.

“Apenas um pouco mais e você vai receber sua recompensa”.

Televisão, passatempos, prazeres, férias, promoção, dinheiro, uma família perfeita… Céu, paraíso após a morte… Todas essas coisas são distrações.

Até que nós não sejamos mais produtivos. Quando já não somos parte de uma “equipe eficiente.” Nós já não servimos aos interesses da elite. Então nós temos que ser destruídos. Demitidos. Despejados. Aposentados, afogados no esquecimento. Se pudessem, nos matariam.

Uma vez que nos eliminam, somos substituídas por novas pessoas como nós. Uma nova geração, jovem e cheia de energia (para extrair), sonhos (para distraí-los), ideias (para rouba-las) e ambições (para aproveita-las). Uma vez que eles deixam de ser úteis, serão excluídos e substituídos por novos humano. Assim que o sistema age como parasita.

Quem ganha é sempre a elite. O topo da pirâmide.

Talvez  acreditem que são nosso deus. Ou sabem que são nosso deus?

Chefes, CEOs, proprietários, presidentes, reis, líderes religiosos e muitas vezes até nossos próprios amigos e familiares.

E tudo isso é um funil, um sistema projetado para espremer cada ser humano até o momento em que não seja nada além de uma casca seca, descartável e inútil para o sistema. É assim e sempre será assim dizem.

A elite são aqueles que vivem “por cima”: Proprietários, multimilionários, presidentes, reis… São eles que governam o planeta. Os destinatários da maior parte dos bens que produzimos. Aqueles que possuem 90% do dinheiro da Terra. E as pessoas normais os mantém…

Elisandro

Recomendados para você:

Comentar com o Facebook

Comentários...