loading...

A-maconha-nao-diminui-inteligencia-deixa-burro-provam-cientistas

Cientistas demonstraram que a maconha não diminui o QI daqueles que a consomem e derrubam um dos mitos mais duradouros sobre a substância.

Cientistas britânicos demonstram em uma investigação que a cannabis não tem influência sobre a capacidade intelectual de uma pessoa.Os resultados invalidam os de outro estudo, feita há dois anos pela Universidade de Duke, EUA.

Um estudo realizado pela University College de Londres (UCL) mostra que não há nenhuma evidência de ligação do uso de maconha e a diminuição do quociente de inteligência (QI), informa o jornal The Washington Post.

O estudo envolveu 2.612 crianças nascidas na área de Bristol, sudoeste da Inglaterra, entre 1991 e 1992, pesquisadores estudaram o QI de crianças com idade entre 8 e 15 anos e não encontraram “relação entre o uso de cannabis e um QI inferior aos 15 “.

No entanto, o estudo descobriu uma ligeira diminuição de habilidades educacionais entre aqueles que usaram maconha muito intensamente. Em exames escolares deste grupo de estudantes que são realizados ao se atingir 16 anos os resultados foram 3% abaixo da média.

Em um comunicado de imprensa que acompanhou o estudo, o principal autor do mesmo, Claire Mokrysz disse que esta é uma mensagem potencialmente importante para a saúde pública, já que achar que a maconha é especialmente prejudicial pode desviar a nossa atenção do efeito negativo da outros tipos de comportamento.

O professor da Universidade de Oxford Guy Goodwin concorda: “O foco atual sobre os alegados danos da cannabis pode estar ocultando o fato de que a sua utilização é muitas vezes relacionada com outras drogas, até mesmo mais acessíveis e possíveis fatores relacionados com o estilo de vida. estes podem ser igualmente ou até mais importante do que a própria cannabis. ”

No entanto, também existem inúmeros estudos, que mesmo que não confirmem o efeito negativo da maconha sobre o intelecto, ainda parecem mostrar outros efeitos negativos desta substância. Por exemplo, Wayne Hall, conselheiro de drogas da OMS, publicou recentemente um estudo que mostrou que a maconha provoca dependência em um a cada seis adolescentes, e que a maconha duplica o risco de desenvolver doenças psicóticas, incluindo esquizofrenia, relata o Daily Mail. O pesquisador observou que o uso de cannabis aumenta o risco de ter um acidente de trânsito e que aqueles que usam a maconha são mais propensos a experimentar outras drogas, embora o álcool seja atualmente a maior porta de entrada para as drogas mais pesadas.

Elisandro

Recomendados para você:

Comentar com o Facebook

Comentários...