loading...


Veja 5 maneiras de “enganar a morte” e viver mais do que a maioria das pessoas.

Quase todas as pessoas tem medo da morte, e a maioria com certeza não sabe que algumas práticas podem antecipar ou retardar o momento de sua chegada. Confira algumas formas de “driblar” alguns destes fatores.

1. Viva no alto.

Em 2009, um estudo realizado na Suíça descobriu que as pessoas que vivem em altitudes mais elevadas possuem risco 22% menor de morrer de doença cardíaca.

Por que isso acontece? Ainda não se sabe com certeza. Os cientistas acreditam que isto é devido à exposição adicional a radiação ultravioleta de onda longa (UVA), o que resulta em mais de vitamina D, o que é benéfico. Cerca de 77 por cento das pessoas sofrem de deficiência de vitamina D, o que pode levar a problemas nos ossos e gerar doenças cardiovasculares.

Você pode ainda obter diariamente cerca de 1000 UI (25 microgramas) de vitamina D a partir de frutos do mar, salmão, atum e cavala, diz Adit Ginde, professor de medicina na Universidade de Denver, Colorado, Estados Unidos.

2. Construa relações duradouras.


Adultos com amizades fortes e engajamento social vivem, em média, 3,7 anos acima da expectativa de vida, de acordo com uma pesquisa realizada na Universidade Brigham Young, nos Estados Unidos.

Por que isso acontece? “O apoio social está relacionada a um melhor funcionamento do sistema imunológico”, diz Julianne Holt-Lunstad, professor de psicologia da instituição. E com laços importantes em sua vida, você vai estar menos dispostos a correr riscos que ponham em perigo os relacionamentos de valor, acrescenta.

As vezes, é mais fácil programar um evento (como uma festa) do que deixar a data em aberto. Avise todos com antecedência e manterá vivo o seu grupo de amigos.

3. Escove os dentes.


Quem não escova os dentes ao menos duas vezes por dia, tem até 70 por cento maior risco de morte ou hospitalização por doença cardíaca do que aqueles que escovam três vezes ou mais, conforme o indicado por um estudo realizado no Reino Unido em 2010.

Por que isso acontece? As bactérias orais podem entrar na corrente sanguínea e acelerar a produção de placas de colesterol nas artérias.

Muitas pessoas não usam o fio dental corretamente, diz Judy Kreismann associado clínica de higiene dentária na Universidade de Nova York, nos Estados Unidos. Usando adequadamente o fio dental: fio enrolado para formar um C no dente da frente e um C na parte de trás do dente adjacente. Mova o fio dental para cima e para baixo.

4. Respire ar limpo.


Os habitantes de cidades com boa qualidade de ar, vivem de alguns meses até um ano a mais do que a média, de acordo com um estudo do New England Journal of Medicine.

Por que isso acontece? Ar sujo tem micropoluentes que podem desencadear reações inflamatórias nas artérias e doenças cardíacas, disse Arden Pope autor do estudo.

Não importa onde você mora, evite correr em ruas movimentadas e é recomendado só fazê-lo longe dos carros. A parte externa do ar é mais poluído por que os veículos que transitam nele. Aumentar a respiração profunda lá aumenta também a inalação de tudo que há na poluição, diz Pope.

5. Aceite a sua idade.


Em um estudo realizado na Alemanha, em 2009, os pesquisadores pediram às pessoas como se sentiam sobre sua idade. Aqueles que ficaram felizes com a sua idade viveram uma média de dois anos a mais do que aqueles que se ressentiam dos anos.

Por que isso acontece? Aceitar o envelhecimento, ao invés de nega-lo está associado a comportamentos saudáveis​​, diz a autora do estudo Dana Kotter-Grühn, uma psicóloga da Universidade do Estado da Carolina do Norte, nos Estados Unidos.

Conforme as pessoas envelhecem, elas tendem a se comparar com elas quando eram jovens, gerando algumas decepções, diz Kotter-Guhn. Em vez de fazer isso, compare-se aos seus contemporâneos; muitos vão estar piores (e os outros vão lhe servir de inspiração).

[Men’sHealth]
Elisandro

Recomendados para você:

Comentar com o Facebook

Comentários...