loading...

Bizarro

Designer inglês criou uma lâmpada que acende utilizando sangue como combustível.

As cidades abandonadas mais perigosas do mundo

A “Blood Lamp”, uma invenção do designer inglês Mike Thompson, que mais serve para conscientizar as pessoas a respeito do consumo de energia do que, de fato, para iluminar um ambiente.

Ela funciona da seguinte maneira: no formato de uma lâmpada normal, a Blood Lamp deve ser quebrada e, em seguida, um comprimido – que vem junto com o produto – deve ser jogado dentro dela. Trata-se de uma cápsula com Luminol – aquela substância usada pela polícia para detectar marcas de sangue em cenas de crime.

A partir daí para acender a Blood Lamp é se cortar nos cacos da própria lâmpada quebrada. Em contato com o sangue humano, o Luminol reagirá e produzirá uma luz azul. Assista ao vídeo abaixo para entender melhor o processo.

O designer não especifica, exatamente, quanto tempo a luz fica acesa, mas adverte: cada Blood Lamp só acende uma vez! A ideia é fazer as pessoas refletirem a respeito do próprio consumo de energia. Afinal, já que a lâmpada só pode ser usada uma vez e o usuário tem que usar o próprio sangue para acendê-la, espera-se que ele pense duas vezes antes de desperdiçar a energia que tem em mãos.

Elisandro

Recomendados para você:

Comentar com o Facebook

Comentários...